A Arte Espírita em Manaus

espírito da floresta (by Iva Tai)

espírito da floresta (by Iva Tai)

Dentre os compromissos iluminativos que almejam a difusão do conhecimento espírita, temos na arte uma fonte inesgotável de possibilidades. Segundo critérios do próprio codificador, a necessidade de envolvimento da arte com o ser na sua busca pela integralidade é uma constante necessária e infalível. No futuro, frente ao desenvolvimento de seus aspectos morais e intelectuais, a humanidade também refinará seu campo estético. Tal fato se dará sob a égide dos ensinamentos do Cristo, sendo que a arte transmutará na própria existência do ser espiritual. Dotado de características psíquicas iluminadas pelo supremo bem representante da divindade que há em cada ser humano, e que nos faz possíveis de perfeição.
Ao longo de cento e quatro anos, o Espiritismo está presente nas sendas amazônicas. E de suas notáveis ferramentas de divulgação, a arte espírita avança em formações grupais e individuais norteadoras de comprometimentos com a causa do Cristo. Como veículo de divulgação, a arte possibilita sensibilizar e comunicar a sociedade em geral de forma mais abrangente. Uma vez que esta é uma fala universal de entendimento e sensações.
São muitos os grupos artísticos, literatos e artistas existentes nas casas espíritas de Manaus, sendo o teatro e a música grandes alicerces instauradores da prática artística espírita primordial na região. A literatura também avança, tendo em seu contexto escritores e poetas diversificados. No campo das artes visuais, temos na fotografia, nas artes plásticas e cinema, nascente promissora de divulgação.
Dos grupos teatrais, a Fundação Allan Kardec possui a tradição de um teatro que notadamente trabalha as lições de amor do consolador, assim como a Fundação Léon Denis e o grupo NEDA. Estes grupos teatrais, contam com profissionais balizados no campo da dramaturgia, sendo que seus trabalhos iluminativos já foram vistos por um grande público apreciador da arte e do espiritismo. Assim, o teatro espírita em Manaus leva a sua mensagem a um público sedento de consolo, saindo da casa espírita e conquistando um público muitas vezes ignorante quanto às diretrizes espíritas.
A música espírita conta com grandes compositores e intérpretes, já se tem resultados fonográficos nos lares espíritas da região e além. Grupos como o Harmonia, Sal e Luz e compositores como o Valdeir, são frutos do aprimoramento musical e conquistas espirituais ao longo da trajetória espírita amazonense.
Nas artes visuais, as pinturas e composições artísticas criam espaço em eventos das mocidades espíritas,  nos trabalhos de alguns artistas ligados a ABRARTE (Associação Brasileira de Arte espírita), onde as técnicas diversificadas transitam também na fotografia e arte digital.
O cinema espírita amazonense já se delineia em tímidas gravações voltadas para ensinamentos e pequenos curtas retratando os princípios doutrinários.
Inúmeras fontes de divulgações pleiteiam este universo doador de possibilidades regenerativas, sendo que historicamente o Amazonas já possui um grande legado de atributos que o torna um grande porta voz do espiritismo nesta imensa floresta. A arte, aqui evidenciada, é mais uma força somatória nesta caminhada de ideais, uma aliada louvável.

Iva Tai

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: